ESPAÇO DO SERVIDOR

“Trabalhar durante a pandemia tem sido um desafio diário em relação ao desenvolvimento de atividades que incentivem os alunos a terem prazer de realizá-las, visto que, a aula presencial tem toda uma dinâmica de grupo. Trabalho com o 3º ano do fundamental, na Escola Municipal Guatemala. Uso o Teams enviando vídeos explicativos dos conteúdos (dentro do possível, que sejam alegres e divertidos) e as atividades referentes a estes conteúdos. Três a quatro dias após, mando o gabarito com as explicações. Todo esse material, envio também para o grupo de responsáveis da turma no WhatsApp, porque a maioria dos alunos não acessa o Teams. Mantenho contato de conversa através do chat e postagens pelo Teams e WhatsApp. Criei um portfólio no Sway onde coloco minhas ações e conteúdos dados durante a pandemia e enviei para a direção da escola. Esse portfólio atualizo periodicamente.”
“A covid-19 foi a pior experiência que tive em 33 anos de saúde pública. A grande maioria foi afastada por comorbidades. Cheguei ao estresse e fui afastada pela psiquiatria, já que faço tratamento. Porém, continuei tendo todos os cuidados necessários e chorando por cada vitima. Graças a Deus, já voltei e estou bem, trabalhando e cumprindo o dever que DEUS me deu. Louvado seja o SENHOR JESUS!”
“O Senhor Jesus Cristo permitiu que eu chegasse hoje aos 168 dias. Estou em casa, em quarentena, realizando todos os meus trabalhos como professor do Município, juntamente com a minha diretora, minha coordenadora pedagógica, sempre visando o aprendizado dos alunos.”
“Não estive na quarentena, trabalhei neste período, do começo até agora. Trabalho na área da saúde, no Hospital Municipal Salgado Filho. Foi uma experiência que, em 34 anos nesta área, não tinha passado e foi árduo, vendo o trabalho de toda a equipe de Direção Geral, Médicos, Enfermeiros, Auxiliar de Enfermagem, Administração, Comlurb, Maqueiros, Vigilantes, Recepcionistas, Nutrição… Todos num só proposito, no intuito de ajudar ao próximo e salvar vidas.”
“Desde o início da pandemia, trabalhei por escala. Sempre com máscara e higienizando as mãos, telefone, teclado, mouse. A lição que fica é de novas atitudes, novos pensamentos e ações. A expectativa agora é ver as pessoas se unindo, se espiritualizando, com pensamentos coletivos, menos discriminações, mais amor ao próximo e à vida na terra.

Outras notícias...